Cidades

De repente as cidades nas quais nossos ancestrais residiram e também de onde tiveram suas origens, tomaram um novo sentido em minhas reflexões e então decidi escrever notas históricas sobre elas, para que possamos entender principalmente os primeiros 50 anos nos quais os Melges começaram a residir no Brasil e nos Estados Unidos da América do Norte. Irei escrever sobre as cidades nas quais os nossos ancestrais permaneceram mais tempo e também aquelas onde nasceram,casaram e faleceram uma maior quantidade de Melges.

Eu gostaria que a tarefa de escrever sobre nossas cidades fosse compartilhada com os demais parentes. Assim, todos estão convidados a enviar textos de suas autorias das cidades que tenham ligação estreita com nossa família, os quais serão publicados com o crédito autoral.

Briedel

Como não poderia deixar de ser eu vou escrever primeiro sobre BRIEDEL que é a nossa cidade natal lá na velha Alemanha nos idos de 1594, e neste caso, além dos meus textos, vou publicar textos de autoria de um amigo genealogista e historiador residente em Briedel, o qual me forneceu autorização para proceder a tradução e publicação dos seus textos, bem como as pequenas adaptações que sejam necessárias. Os artigos deste amigo estarão com o crédito da autoria ao final de cada tema. Recomendo a leitura pois os artigos são muito ricos em detalhes e informações ao longo de quase 2.000 anos daquela, ainda pequenina cidade,a nossa querida Briedel.

Torrinha, Santa Maria da Serra, Brotas e adjacências

Depois vou escrever sobre Torrinha e Santa Maria da Serra, duas pequenas cidades do nosso Estado de São Paulo, pela grande concentração de pessoas de sobrenome Melges e também pelo tempo que lá ficaram estacionados os nossos ancestrais.

Petrópolis

Muito embora Petrópolis não seja uma cidade portuária, nossos ancestrais aportaram no Brasil pelo porto da cidade de Rio de Janeiro e de imediato subiram a serra até a Fazenda do Córrego Seco, propriedade particular de D. Pedro, a qual estava sendo transformada na cidade de Petrópolis, quiçá o primeiro projeto habitacional do nosso país, onde os bairros foram nomeados à pedido de D. Pedro com o nome das regiões de onde vieram os grupamentos alemães. Como não poderia deixar de ser, nossos imigrantes foram destinados à um quinhão de terra no “Quarteirão Mosela”. Assim foi em Petrópolis que Jakob Melges, sua esposa Ana Maria Rheinard e seu filho Simon Melges, fincaram as primeiras raízes brasileiras da “História da nossa família no Brasil“, porém o tempo de permanência e nascimentos naquela localidade foram de pequena quantidade, o que não tira o interesse histórico que temos por ela.

Walmir da Rocha Melges, versando sobre CIDADES, em especial aquelas nas quais nossos ancestrais tenham permanecido por mais tempo e lá fixado raízes.

CONTACT US

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Enviando

©2018 Todos os Direitos reservados: Melges

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?