Brasão de armas do município de Briedel

O atual Brasão de armas do município de Briedel passou por decisões da comunidade local tendo sido elaborado a partir de um modelo, o Schöffensiegel de 1518, obedecendo aos seguintes preceitos básicos:

Brasão de armas de Briedel brasão de armas - Brasão de armas do município de Briedel - Melges

Brasão de armas de Briedel

  • A cruz aponta para o soberano, o Eleitor e Arcebispo de Trier.
  • BR são as primeiras letras do nome do lugar.
  • A uva é uma reminiscência de uma das mais antigas comunidades vitícolas do vale do Mosel e da viticultura ainda praticada.

Brasão de armas – Descrição:

Em prata uma cruz vermelha, acenou no primeiro e quarto campos de ornamentos de gavinha verde, no segundo pelas letras BR e no terceiro campo uma uva verde.

  • Gavinha é um apêndice filiforme que liga uma planta à outra em um abraço, neste caso, nas ramagens das videiras.

A antiga inscrição do selo diz:

“SIGILLVM SCABINORUM IN.BREDEL 1518”

(LHAKO, Best.96, nº 1368)

Autorização e aprovação do brasão:

Briedel é um município [estância turística], antiga vila de vinhos, da Alemanha localizado no distrito de Cochem-Zell, na associação municipal de Verbandsgemeinde Zell, no estado da Renânia-Palatinado. [Wikipédia].

O conselho local decidiu em sua reunião de 04.01.1954 a reintrodução de um brasão de armas do município com base no antigo selo de advogado, e na reunião de 8.11.1955, o esboço elaborado pelo Dr. Ing. Bruno Hirschfeld, foi aceito em Koblenz e enviado para o Ministério do Interior para aprovação, e em seguida, o Arquivo do Estado Koblenz confirmou a aceitação por carta de 23.10.1956 o desenho do brasão de armas por motivos históricos, heráldicos ou artísticos, sendo o certificado de aprovação emitido em 01.02.1957 pelo Ministério do Interior da Renânia-Palatinado em Mainz.

Os distritos de Zell e também lugares de vinho bonitos são Kaimt e Merl.

De onde vem o nome Briedel

De onde vem o nome Briedel: Sobre a origem e o significado do nome Briedel, não temos evidências claras. Certamente, o nome é de origem romana, talvez até celta, porque mesmo a partir deste período inicial, o assentamento celta-treveri é ocupado por achados.

  • Os Treveri ou Treviri eram uma tribo belga que habitava o vale inferior do Mosela de cerca de 150 aC, se não antes, até o seu deslocamento pelos francos. Seu domínio ficava nas margens meridionais da Silva Arduenna (Floresta das Ardenas), uma parte da vasta Silva Carbonaria, no que hoje são Luxemburgo, sudeste da Bélgica e oeste da Alemanha; seu centro era a cidade de Trier (Augusta Treverorum), a qual os Treveri deram seu nome. Wikipédia.

Vários livros didáticos sobre Namenkunde [nomes familiares e de locais] apontavam as várias grafias parcialmente, mas geralmente contêm uma tentativa de tradução/interpretação.

O nome do Briedel para a aldeia foi encontrado em vários documentos antigos, por exemplo:

  • 748 = Bredaculo.
  • 893 = villa bredaillio, predalium, Predalio, Brehdhal, Bridel, Brydal, Breddell, Bridell.
  • … e outras notações para este Briedel.

A tradução mais antiga e mais comum nome para Bredaculo remonta à palavra Roman “praedolium = fazenda“, isto porque foram detectados na faixa de Briedel várias “villa rustica romana” e uma olaria romana. Esta explicação certamente tem um significado, embora de quintais, de fato, para as outras variedades Moselle.

A segunda versão, mais frequentemente mencionada, chega à tradução como Breittal.

Certamente, o vale entre Briedel e Pünderich é ligeiramente mais larga e sobe em ambos os lados para uma parte plana, e no Untermosel [a seção inferior de quase 100 km do Mosel entre Pünderich e sua foz no Reno em Koblenz] é mais acentuada a inclinação com impacto direto sobre a margem.

O centro antigo não era localizado como agora no estreito por entre duas vertentes íngremes do vale, mas localizado ao norte do outro vale. Aqui no Brerdelbach [núcleo de Briedel], foram encontrados os restos de um aqueduto romano, o que determina certamente que houve um assentamento romano.

No entanto, o pastor Knabe compartilhou a visão de que “a aldeia leva o nome de uma fonte ou um riacho em que o primeiro assentamento ocorreu. A palavra alemã “fervendo”, alta e cognata com “borbulhando”, também é encontrada no alemão antigo e deu o nome para cidades antigas.

  • Esse riacho, que ainda é chamado de Brädelbach, está realmente lá.
  • Consequentemente, também será preciso procurar os restos do primeiro assentamento na área desse córrego.

Outra interpretação no Dicionário histórico de liquidação e de nomes de campo, de Wolfgang Jung Andreas mostra “villa pratalis = Lugar com prados“, que certamente corresponde à antiga principal área circundante local.

Então, deixamos isso por enquanto com a tradução e interpretação como sendo: “Propriedade nos prados pelo riacho fervendo no vale largo“.

Autoria: O texto original, em alemão é de autoria do Mr. Hermann Thur, historiador e genealogista alemão residente em Briedel. Este artigo foi traduzido e adaptado de forma livre para o português com autorização expressa ao autor, por Walmir da Rocha Melges, os quais versaram sobre o Brasão de Armas do município de Briedel.

CONTACT US

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Enviando

©2018 Todos os Direitos reservados: Melges | Desenvolvido por Consultoria Digital JR - Marketing Digital

DMCA.com Protection Status
ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?